RESENHA: shows da Write Love, Nós e a Máquina do Tempo e a Scenes no Sexta Rock na Pigalle (16/03)

424973_206988622734237_100002693014977_271161_610379686_n

Ontem, dia 16 de março, ocorreu na Pigalle, localizada em Boa Viagem, o evento Sexta Rock, que contou com diversas bandas locais. Infelizmente eu tinha compromissos no outro dia, quando eu saí era quase uma da manhã, com isso, não pude conferir todos os shows. Só assisti algumas apresentações, que foram dos grupos: Write Love, Nós e a Máquina do Tempo e da Scenes, e tenho que confessar que esperava bem mais dos conjuntos.

Primeiro, a Write Love, fez o seu show básico, com canções do seu primeiro álbum “Adeus amor”, alternando hits do cd com outras não tão boas. Uma dessas negativas é a faixa título do primeiro trabalho dos garotos, essa realmente eu não curto nem um pouco. Principalmente a parte meio “gáucha” da música com ” …tu não vais mudar”. Mas as boas e velhas canções como “Acabou” (Bruno, não dê mais aqueles gritinhos) e “Fogueira”, essa última, melhor música da banda, também estavam presentes na apresentação dos garotos. Como a banda está em processo de novas músicas, como foi divulgado no twitter da banda, pensei que ía rolar alguma canção nova, não rolou, mas também não fizeram nenhum cover de Fresno, já é um avanço.

Em seguida,  rolou o shows dos garotos da Nós e a Máquina do Tempo. As características do som da banda são indie/folk mas o show me lembrou bem mais um luau com algumas batidas regionais, e com direito a bateria. Realmente, as garotas, somente elas,  foram a loucura com a apresentação da banda, mas algumas canções em si precisam melhorar muito, principalmente alguns refrões que só rolam “expressões” como “”ahhhhlalalalala”.  Mas se o público dos caras forem o feminino, eles estão no caminho certo. A banda ainda tocou uma música nova, que deverá estar no próximo trabalho deles.

Já a última banda que eu conferi foi a Scenes. Um destaque do conjunto, foi o trabalho dos caras na passagem de som para deixar a apresentação da melhor forma possível para o público. Fazia tempo que eu não conferia um show do pessoal, e fui sacar as músicas do novo álbum da banda, o “Portal dos sonhos”. Porém, das novas canções, a única que eu gostei mesmo foi “Espelhos”, os garotos escolheram bem essa canção para ser a música de trabalho. No fim do show deles, é que vieram as outras gratas canções. Um destaque da banda são os covers de canções de músicas fora do seu estilo, e  isso ocorreu mais uma vez ontem. A Scenes fez um belo cover de “Dynamite” de Taio Cruz. Outra grata surpresa, foi tocarem a saudosa “A simple life”, melhor canção disparada da banda, por isso que eu acho que a banda não deveria parar de gravar músicas em inglês também. As novas músicas poderíam ter uma alternância de canções em inglês e português.

Peço desculpas as outras bandas, mas realmente não tinha como eu ficar mais tempo lá na Pigalle. Próximos shows, espero conferir todas as apresentações, e que os conjuntos aperfeiçoem seus sons cada vez mais.

—————————————————————————————————————————————————

2 comentários

  1. RafaStorm disse:

    Também só gostei de Espelhos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Connect with Facebook

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

dd4ad291-3d4d-447a-bb86-c59ef1b269bf